#
#
#

Historial

A ORIGEM

Nos princípios de 1919, começou a esboçar-se a criação do Silves Foot-ball Club, à inglesa, como era usual na época. Os exemplos vindos de Portimão e Lagos, onde haviam nascido o Portimonense e o Esperança, contribuíram em boa parte para a (histórica) decisão de formar uma colectividade desportiva na cidade. A 4 de Abril, um conjunto de personalidades de Silves fundou o Silves Futebol Clube.

 
O EQUIPAMENTO

O clube adoptou desde a fundação as cores preto e branco, mas, inicialmente, o seu equipamento era em tudo semelhante ao do Portimonense: riscas largas, verticais. Durante a presidência de

Joaquim d’Oliveira, José Brás propôs que o desenho das camisolas seguisse o modelo então usado pelo Sporting– metade de cada cor. Algum tempo decorrido, os jogadores passaram a envergar o equipamento actual (camisola preta, calção branco).

 
O EMBLEMA

O desenho original do conhecido pintor algarvio Samora Barros chegou até aos nossos dias sem alterações: com a forma de escudo de corpo branco, orlado a preto, adoptou como símbolo representativo o Castelo, significando a nobreza e a tradição da cidade, tendo ao centro por baixo linhas sinuosas a dar ideia das águas do Rio Arade, sob as quais se dispõem em coroa S.F.C.

 
O BENEMÉRITO – DR. FRANCISCO VIEIRA

Médico ilustre, afamado muito para além das fronteiras do Algarve, o Dr. Francisco Vieira contribuiu grandemente para o desenvolvimento da cidade de Silves. Desempenhou as funções de Governador Civil do Algarve, tendo sido um dos primeiros professores da Escola Comercial e Industrial de Silves e granjeou grande estima em toda a cidade, face ao importante contributo que deu para o avanço de diversas obras de assistência.

Embora nunca tivesse integrado os Corpos Sociais do Silves, demonstrou sempre grande carinho pelo clube, sendo eleito (assim como a esposa) sócio honorário numa Assembleia Geral realizada a 23 de Março de 1943.

A 5 de Junho de 1950, o doador do estádio foi homenageado a título póstumo, realizando-se no recinto que tem o seu nome, um jogo entre as equipas principais do Silves e do Sporting.

 
O ESTÁDIO “DR. FRANCISCO VIEIRA”

O Silves passou a disputar os seus jogos no terreno onde hoje se situa o estádio em 1922, por deferência do Dr. Francisco Vieira e o primeiro encontro que ali se realizou terá sido um Silves – Glória ou Morte (com a vitória dos locais por 2-1), em 22 de Agosto do referido ano, em homenagem a Gago Coutinho e Sacadura Cabral.

Durante a Assembleia Geral de 23 de Março de 1943 que elegeu os proprietários sócios honorários, foi igualmente decidido que a partir daquela data, o recinto passaria a denominar-se Estádio Dr. Francisco Vieira.

Gradualmente renovado, o recinto passaria a dispor de balneários e do arrelvamento do campo em 1987. Actualmente, e após os danos provocados pelo tornado de 16 de Novembro de 2012, foi instalado um relvado sintético que permite o desenvolvimento de uma prática desportiva com qualidade a todos os atletas.

 
OUTRAS MODALIDADES

Nas primeiras décadas da sua existência, o Silves dedicou-se a outras modalidades para além do futebol, embora sem um cunho marcadamente competitivo. Natação, ciclismo, atletismo, ginástica e ténis de mesa foram algumas das práticas desportivas que o clube albergou, sem nunca estar inscrito nas respectivas federações.

O entusiasmo pelas modalidades amadoras foi decrescendo gradualmente, com o futebol a assumir-se como a única actividade desportiva do clube. Só em 1975 o atletismo ressurgiu, alcançando excelentes resultados e, no final do anos 80, com a construção do pavilhão, o Silves começou a apostar noutras modalidades tendo sido no barlavento algarvio e até mesmo no distrito um dos clubes com maior número de secções.

A canoagem teve uma existência efémera (apenas um ano), pois, na altura (1986), ainda não estavam construídas as necessárias infraestruturas de apoio, assim como as lutas amadoras (1999/00), o ninjutsu e o kickboxing, mas a aeróbica, o badminton, o basquetebol, a ginástica de manutenção e o karaté criaram raízes, enquanto o atletismo, o andebol, a musculação e o voleibol, cumpriram uma missão mais curta.

Se no futebol tem havido feitos relevantes, no atletismo, no badminton e no karaté seguiram-se igualmente algumas vitórias, com alguns dos seus atletas a provarem o sabor da conquista de títulos regionais e outros mesmos nacionais.

 

Fonte: “Silves Futebol Clube – 74 anos de história”
  • #

    Xelbfut

    A Xelbfut é a nossa escola de futebol, dos 4 aos 8 anos.

  • #

    Cartão de Sócio

    Conheça o novo cartão de sócio, com muitas vantagens.

  • #

    Fit Gym

    Oferecemos Pilates, Danças de Salão, Danças Orientais, Zumba, entre outros.

  • #